Desidratação – Fique atenta!

desidratacao (2

No outro dia em conversa com a Dra. Marina, tocamos no tema “desidratação” e na mesma hora nos ligamos que esse era um assunto importante para falarmos no blog, por isso ela preparou um texto para vocês mostrando como você pode detetar e como deve proceder:

“A desidratação é uma complicação muito comum na infância. Sendo as principais causas a febre, a diarréia e o vômito, mas pode acontecer em um número enorme de doenças que levam a perda de líquido ou a diminuição da ingestão dele.

É muito importante perceber precocemente os sinais da desidratação e iniciar o tratamento o quanto antes.

A desidratação pode aparecer durante qualquer alteração do organismo que cause perda de líquido, mesmo que essa perda não seja visível, como na febre e na insolação. É muito comum nas emergências que as crianças cheguem em quadros graves de desidratação porque os pais ficaram “segurando”em casa.

Sou contra as idas freqüentes ao pronto socorro.

Mas se a criança não consegue ingerir líquidos ou vomita tudo que toma, precisa de atendimento imediato e não apenas da consulta.

Você pode perceber os sinais da desidratação precocemente.

* Observe a quantidade de urina da sua criança. Se passar muitas horas sem fazer xixi, não é bom sinal.

* Olhos fundos.

* Perda de peso de 10% do peso. Isso só vale se você tiver balança em casa e souber o peso do seu filho.

* Olhos secos e sem lágrimas.

* Boca seca.

* Se você perceber que a criança não fala coisa com coisa e tem muita dificuldade para acordar ou está muito fraca, provavelmente a desidratação já está mais avançada.

Se você achar que seu filho está desidratando inicie logo o tratamento. Pode ser com água mesmo. Só pode tomar água quem está acordado e consciente, não ofereça líquidos se seu filho estiver sonolento ou confuso, pode piorar a situação, provocando engasgos.

Na desidratação por diarréia devem ser usados soros de reidratação oral que apresentam melhor resposta. Mas o importante é começar logo, então começa com água enquanto providencia o soro. Se não melhorar ou se a criança não aceitar os liquidos, leve na emergência.

Existem formas de prevenir a desidratação: vacine seu filho, assim que perceber febre ou outra alteração, ofereça muito liquido, criança bem nutrida resiste mais a desidratação.” Falou a Dra. Marina, pediatra e colunista do De Mãe Para Mamãe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s